Sábado, 13 de Agosto de 2005

- Viver sem você


















</font>








Aprendendo a
viver sem você...






Estou aprendendo a viver sem você

como as cinzas sua aura está dissipando e o
vento brando se responsabiliza serenamente

em espalhar as partículas dia após dia

mesmo que tudo que se sonha e espera

resista a um fio fino de felicidade



Nossa relação não é obsessiva mas

na verdade. .. frágil e solitária

onde um não consegue ver o lado do outro

na intimidade fica certo o mero ato

nada mais que a posse e o equilíbrio

onde o medo das verdades resvala em nós dois



Nenhum caso é fácil e como as borboletas

os vôos não podem ser distantes há no ar tempos
que são suaves com dias ensolarados

outros com ventos frios, invernais... abraçando

a nossa fragilidade e nossos fracassos

daí ser inevitável a fadiga



Há um longo caminho e ele se abre sempre pra que
em algum momento surja um cruzamento

já que nada é assim tão fácil e o que pode
surgir são trilhas amargas, semeadas de ataques
verbais muitas ofensas injustas ocupam as
palavras assediando as brigas ... sempre regidas
pela batuta dos anseios mal resolvidos



Sem um final feliz o sonho acaba e a borboleta
já cansada encurta a sua trajetória

acelerando suas asas para a descida

sabe que vai pousar em sentimentos enfraquecidos
palco de longas disputas

ainda que no meio desse mar de desilusão

o amor exista, mas sem forças para continuar a
luta...








Maria Antônia


</font>














Sonho Alentejano editou às 19:58
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 9 de Setembro de 2005 às 00:26
deixa fluir as tuas ideias, emoções e vontade, ritmica e harmonioamente, como uma dança de fadas, como o mais gracioso ballet, sobretudo nos pequenos actos diários.
Aceita em cada momento a vida tasl qual a tens, gostes dela ou não, pois, há sempre um motivo justo que entenderás quando deixares de resistir ás circunstâncias.
Flui da forma mais harmoniosa em qualquer lugar que vás, movete-te ritmicamente em qualqwuer situação ou circunstãncia, por mais conflituosa que ela apareça!

Um poema lindo que acabei de ler......Maria Antónia!!

Com simpatia...uma Alentejana....de ( MOURA )...

Maria---------
tenho também um blog...http://blogdaspalavras.blogspot.com



maria
</a>
(mailto:mariavaladas@hotmail.com)


De Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 04:17
Apáticos; Entre dois homens que se encontram, um faz a pergunta o outro fica sem resposta. Chegando ambos à conclusão, que nada tinham a dizer um ao outro... Mas aqui existe sempre a resposta porque a sedução nunca se esgota.
Saudações ao AlentejoFriedrich
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 1 de Setembro de 2005 às 21:20
Anda aqui muita tristeza no ar. Um poema muito belo. Outro assunto : Acho que sou um cabeça no ar e não agradeci ainda os "selos" dedicados ao "Beja". Não leves a mal esta minha falta que se deve a pura distracção. Vou colocá-los no novo sítio.Espero na volta tudo esteja mais feliz.lumife
(http://bxalentejo.blogspot.com)
(mailto:lumife@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Agosto de 2005 às 11:13
Boraaa, a arrebitar o cachimbo... A vida tem que se levar com a alegria possível, se bem que por vezes há engulhos no caminho. Boa sorte.paraquedista
(http://www.paraquedista.blogs.sapo.pt)
(mailto:fsilva@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Agosto de 2005 às 14:36
Obrigada pela visita no meu pretencioso blog de Humor!
Aqui eu li um poema lindíssimo de Amor...mas que termina na desilusão da falta de forças para lutar! Quem ama assim: não desiste é nunca. Muita força, coragem, garra e luta!Até ao meu regresso aqui, tudo lindo.Elsita
(http://ritmos.blogs.sapo.pt)
(mailto:elsita05@sapo.pt)


Comentar post

Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Defendendo Olivença

Em defesa do português Oliventino
Olivença back to Portugal

Pesquisar no blog

 

Arquivos Recentes

Sobre o Alentejo...

De volta à juventude

Ele há coisas...

Feliz Natal e próspero An...

Função Pública...

Azinheira, a árvore que m...

Tás cos copos

Não tem preço...

5ª Festa do Barão

Participamos da greve ger...

Arquivos

Novembro 2010

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Nossos Sites
Nossos sites & Blogs
Miguel & Sylvia
Homepage de Miguel Roque
Orgulho de ser Alentejano
Liberdade cristã

Nossos Blogues
Tuga & Zuca
Filhos & Netos
Caminho de Fé
Busca primeiro o Reino
Liberdade Cristã (blog)
Viver Livremente
Alentejo Abandonado
Meu Alentejo amado
Sonho Alentejano
Povo Lusitano
Amizade, Portuga-Galiza
Aqui fala-se português
Península Ibérica
Península Ibérica-ZipNet
Republica, sim…
Independência em perigo
EU, acredito em Portugal
Portugal Ressuscitado
A Bandeira Vermelha
Bandiera Rossa
A voz do proletário
Olivença é Portuguesa
Jornal de Olivença
No meio do inimigo
Sylvinha em Portugal
Sub-blog do tapete
Vira útil
Chiquinha e nós

Nossos Grupos
Olivença é Portuguesa (msn)
Por Olivença (Orkut)
Por Olivença (Gazzag)
Viver Livremente (Yahoo)
Liberdade Cristã (Yahoo)
Liberdade Cristã (Gazzag)
Liberdade Cristã (Orkut)

Blogues amigos

Beja
Baixo Alentejo
Poeticus
Um bolíndri na tarrafa

Estou no...



Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags